domingo, 7 de fevereiro de 2010

Até tu, Glorioso SLB!


Já não me bastava a aprovação da Lei das Finesses, sim, Finesses, Regionais; as novas escutas; o processo de canonização de Crespo, mártir da liberdade de expressão; os apelos do Moniz, exemplo da ética na forma de cheque com garantia; o inglês do comissário Almunia; os mais de 700 kg de explosivos em Óbidos; a “Casa de Usher” a inspirar Pacheco; a cena de pancadaria envolvendo Queiroz; o rombo na Bolsa de Lisboa; o fecho do Centro Comercial Roma…eu sei lá.

Tinhas que falhar aquela penalidade, empatar aquele jogo. Ora bolas!

5 comentários:

Arriaga disse...

Quem empatou o jogo não foi o 'Glorioso SLB'. Foi o ranhoso do árbito quando anulou um golo limpo ao Glorioso VFC.
PS. Podes dizer que já esperavas a minha reacção.

A. Moura Pinto disse...

Claro que esperava. E sobretudo esperava que não falasses das 2 penalidades não assinaladas.
Mas desta vez, e a propósito das penalidades, não irás a elas na final da Taça da Liga...

Arriaga disse...

Ia lá fazer o quê. Ver a visão de RX do Lucílio?
As penalidades não foram assinaladas porque o VFC não tinha guito para mandar desempenar os postes.
Não foi por falta de favores dos noname boys da APAF porque desses tens a barriga cheia.

A. Moura Pinto disse...

Tá bem. Inté tiveste piada com essa do guito para desempenar postes.
Mas esqueces um pormenor: tiro à trave repetido pelo mesmo jogador vale por cinco bolas dentro da baliza, segundo o art 249 dos regulamentos das competições.
E se disseres que o regulamento tem apenas 248 artigos é porque alguém se esqueceu de acrescentar o 249, apenas para prejudicar o Glorioso.

Arriaga disse...

Em 248, só o 249º é que prejudica o 'Gloriranhoso'? Já esperava!