sábado, 17 de abril de 2010

É o Eyjafjallajokull, pá!

E, com as cinzas do Eyjafjallajokull no ar, gaivotas em terra. Mas, com um nome destes, que se poderia esperar?

1 comentário:

Arriaga disse...

Folgo a saber que já conseguiste chegar à àrvore. Foi esta a razão da longa ausência, não foi?