segunda-feira, 17 de novembro de 2008

O azereiro (Prunus lusitanica L.)

É uma espécie autóctone, relativamente rara em Portugal e, por isso, objecto de protecção a nível nacional e comunitário, pertencendo à família das Rosáceas.

Há quem defenda como centro de origem do azereiro a Península Ibérica e Marrocos.

Porque se trata de uma relíquia da floresta laurisilva, ao azereiro atribui-se um elevado valor científico, igualmente tendo em conta a sua adaptação ao meio e contributo para a manutenção do equilíbrio ecológico e sustentabilidade dos ecossistemas, e daí a sua utilização em parques e jardins em substituição de espécies exóticas porque mais agressivas e danosas.

6 comentários:

Rui Luis Lima disse...

Caro Moura Pinto!
Parabéns pelo blogue e votos de excelentes post, iremos passando por aqui.
Rui Luis Lima

Cristina disse...

Olá maninho,
Fico muito contente por ti. Espero visitar-te muitas vezes. Beijinhos. Cristina

2MOPinto disse...

Cá estou, ou estive e espero voltar.

Força!
Espero que resulte.

Um abraço.

Mário

Maria Lúcia disse...

Olá Armando,

Já era tempo de “pores no ar”, o que te vai na “alma”.
Sabes fazê-lo muito bem e é sempre bom partilhar.
Estarei sempre por perto
Beijos,
Maria Lúcia

Maria Lúcia disse...

Olá Armando,

Já era tempo de “pores no ar”, o que te vai na “alma”.
Sabes fazê-lo muito bem e é sempre bom partilhar.
Estarei sempre por perto
Beijos,
Maria Lúcia

Maria Lúcia disse...
Este comentário foi removido pelo autor.