terça-feira, 29 de setembro de 2009

Básico, muito básico

E quando a substância é nada, há que compensar com o tom: solene, grave, mesmo nervoso. Como se a Pátria estivesse em perigo.
“A senhora não é ingénua, pois não? Eu também não”. Pois abençoados sejam os ingénuos.

1 comentário:

Arriaga disse...

Quer ganhar por trafulhice o que perdeu nas eleições.

Ainda bem que raramente expõe as suas análises sobre os mais variados acontecimentos. É confrangedor. É deprimente. Em suma, é Cavaco.