sexta-feira, 9 de janeiro de 2009

Um mestre para as crises

Em geral, os cognomes desta gente são eloquentes. No caso do grande mestre Badio, para além de grande e mestre, estamos perante um ilustre espiritualista e cientista. Nem mais, nem menos, que a credibilidade conquista-se assim. A modéstia tramar-lhe-ia o negócio.
E a que se atreve mestre Badio, segundo uma nesga de papel que me foi deixada na caixa do correio?
Pois a resolver todos os problemas nos mais variados campos: amor, insucessos, depressões, negócios, injustiças, casamento, impotência sexual, maus-olhados, doenças espirituais, sorte nas candidaturas, desporto.
Para além disso, aproxima e afasta pessoas amadas – reparem: amadas, sobre as outras nada diz – com total rapidez.
Faz ainda emagrecer ou engordar.
Com consultas presenciais ou à distância, uma comodidade, a fazer lembrar aquelas linhas de emergência. Tudo muito simplex.
Com eficácia e honestidade. Por isso, para além de facilidades no pagamento, este só é exigido após resultados. Mas se é mesmo eficaz, não me admira que tb tenha artes para fazer reverter à situação anterior as maleitas tratadas aos caloteiros.
E sabem quando pagaria a Segurança Social, em dias perdidos, se me passasse uma credencial? Sete dias e, admito, apenas com tratamento ambulatório. E não me parece que houvesse que suportar despesas de farmácia, análises, exames clínicos. Resultados em sete dias, é só um instantinho.
Ena! Reparo que reside por aqui, na minha vizinhança. Vou-me atrever. Que a recessão, os resultados do glorioso estão a deixar-me deprimido. E não me parece que a consulta esteja excluída da minha apólice mas, se estiver, mestre Badio dir-me-á como dar a volta à seguradora.
Depois, se me garante sorte numa candidatura, quem sabe, quem sabe, com três eleições à vista. Até aceito um lugar à partida inelegível.
O tipo da foto não é mestre Badio, mas um seu concorrente.

4 comentários:

gena disse...

ansiosa fiquei,
decidida estou,
mestre Badio,
me atenderá,
rejuvenescida ficarei,
bons empregos terei,
bons amores virão,
recheada, a carteira ficará,
regressar, os amados,virão
os outros,nem se atreverão,
elegante permanecerei,
tudo isto encomendado está,
sem da cadeira me mexer,
o azereiro pedidos aceitará,
encaminhados, serão,
mestre Badio,
eficaz será,
generoso o azereiro será,
e a conta pagará...
felizes, todos ficaremos.

A. Moura Pinto disse...

Querem ver que estou a fazer promoção de borla ao mestre Badio?
Ou terei comissão?

Dulcineia disse...

felizes, ficaremos
mais rico, Badio ficará,
comissoes o azereiro terá
relações públicas do Badio,
ele virará,
e, felizes, ficaremos

Ana Sofia Couto disse...

Ao ler o seu post, lembrei-me disto: no novo disco de Rui Reininho, o "Companhia das Índias", a música "Doutor Optimista" constitui um excelente paródia às artes semelhantes à do mestre Badio. Há dois versos especialmente engraçados: «Sou a favor da vida do planeta / e da Nau Catrineta».